5 de jun de 2017

"MULHER GUERREIRA" - Miss Almirante Tamandaré

Mulher Guerreira de Almirante Tamandaré
Miss Almirante Tamandaré - Jéssica Piekas

Mara Solange Pepplow Purkotte nasceu e morou até seus oito anos de idade em Curitiba, depois, veio com sua família para Almirante Tamandaré. Seu pai, pedreiro de profissão, lia muito e buscava aprender com livros que tinha em casa. Sua mãe trabalhava com verduras.

Mara seguiu o exemplo de seus pais, sempre gostou de estudar e desde nova trabalhava vendendo verduras para ganhar seu próprio dinheiro. Aos dezesseis anos, mudou seus estudos para o período da noite e trabalhava durante o dia como professora, três anos depois já era supervisora da maior escola do município. Foi professora leiga durante sete anos, mas sempre buscando informação e aperfeiçoamento para poder ensinar. Durante esses anos, Mara já discutia qualquer metodologia de ensino e do que se dizia respeito à alfabetização. Durante esse tempo ela foi buscar formação, fez magistério formando-se professora aos 22 anos e então concursada do Estado.

Depois de 20 anos de trabalho, assumiu a direção da Escola Municipal Jardim Taiza, escola em que eu fiz o Ensino Fundamental. Fez uma escola do povo, onde sua própria família e a comunidade ajudavam. Atuou como diretora desta escola por onze anos. Formou-se em Magistério Superior com equivalência em Pedagogia, Pós-Graduação em Inclusão de Necessidades Especiais pelo seu filho, Matheus Guilherme. 

Mara pode dizer, com orgulho, que pelo menos de dez a quinze mil alunos do município passaram por suas mãos, inclusive eu. Mara sempre se preocupou em ensinar para outras pessoas tudo o que sabia e destaca que nunca exigiu de ninguém aquilo que ela mesma não fosse capaz de fazer.

A escola tinha vários projetos na época de sua gestão que ela se orgulha em contar. Artesanato, datilografia, horta, trânsito, guarda-mirim, brinquedoteca e recreio direcionado. Entre os que se destacam estão o Coral, a Feira de Ciências, que reunia de 600 a 1.000 pessoas em um dia só e o Desfile de Sete de Setembro, que em uma de suas edições foi abordada a colonização do município. As formaturas eram um evento social da comunidade e as Festas Juninas o evento mais aguardado.

A escola era referência no município na época de sua gestão. Atualmente, Mara atua na Biblioteca do Colégio Estadual Professora Edimar Wright, pelas questões de sua vida pessoal. Ela é casada com Célio Purkotte desde os 23 anos, mãe de Ana Mara, engravidou do seu segundo filho Rafael, mas acabou perdendo com seis meses e meio de gestação, depois veio Ana Caroline e seu último filho, Matheus Guilherme, que nasceu com Mielomeningocele, Hidrocefalia e ArnoldChiari tipo 2 e já passou por quinze cirurgias.

Em 2014, Mara teve um câncer triplo negativo na mama esquerda. Fez tratamento com quimioterapia até 2015, mastectomia radical, reconstrução e duas reparações. Vai continuar o acompanhamento por muito tempo. 

Mara é, sem dúvidas, uma mulher guerreira que todo dia acorda muito bela, confiante e disposta a viver a vida dignamente, com muito amor e muita fé em Deus!


Nenhum comentário: