18 de fev de 2013

Prêmio pago... VALORIZAÇÃO & REALIZAÇÃO do vencedor(a)!!!

Para garantir o sucesso prolongado de um evento de beleza quem o promove ou organiza deve primeiramente se comprometer em cumprir promessas!

Entre outras imprescindíveis ações, que devem fazer parte da estrutura de um evento, cumprir promessas demonstra a qualidade do concurso, principalmente no que se refere a entrega dos «prêmios» prometidos. 

Em 2011 candidatos e candidatas com indicação da BMW Eventos, participaram e conquistaram quatro títulos nacionais e cinco internacionais. Ficaram honrados com as conquistas mais decepcionados por não terem recebidos seus prêmios de direito - ou seja: 100% do prometido como premiação nesses concursos não foi cumprido. 

Recentemente um caso constrangedor envolveu um «concurso» internacional e a vencedora - uma brasileira, pois só ¼ da premiação em dinheiro e produtos foram entregues. Na cobrança do cumprimento do prometido – num ataque de fúria do organizador internacional a detentora do título foi sumariamente destituída e imediatamente teve sua foto substituída no site do concurso por fotos da segunda colocada. Houve a substituição, mas não foi a «empossada» que compareceu para coroar a eleita na edição 2012. Motivo? - também não enviaram a ela o bilhete para que fosse ao país anfitrião e participasse do evento. A Miss (2ª colocada) que assumiu o posto da verdadeira eleita - teve sua imagem usada, mas também não recebeu os prêmios que seria de direito.

O organizador do referido concurso, que tem seus valores e méritos enquanto projeção internacional - alegou que a eleita teve o “cachê” dos serviços que presta como modelo no Brasil valorizados devido a conquista do título e que isso já era um “grande” prêmio. 

Não é difícil encontrar neste «meio» pessoas que aproveitam dos sonhos de quem deseja um «título» ou fazer «fama». O revoltante é que situações assim não diz respeito apenas aos «organizadores» de caráter duvidoso, mas sim as candidatas e candidatos que aceitam trocar «título» pelo valor do prêmio. 

Na «inocência» algumas tentam uma negociata com «organizadores». Um e-mail recebido pela BMW Eventos comprova a tentativa do que seria a «troca do título» pela Moto oferecido à 1ª colocada. A pessoa já é conhecida pelos tantos concursos que participou – sendo uma «concorrente» que neste caso encontrou uma empresa séria em seu «caminho». A tal «candidata» foi convidada a não participar do concurso, mas seguiu em busca de outro «prêmio». 

O relatado é um caso isolado? - claro que não. Pessoas com «desvios» desse naipe cometem crimes irreversíveis. Os diretores da BMW Eventos se sentem tranquilos em tocar neste assunto, pois desde os primeiros concursos realizados sob a chancela da BMW Eventos todos os prêmios foram quitados: “não temos e nunca tivemos interesse em deixar de acertar nossos compromissos com quem quer que seja. É um direito de quem ganha e uma obrigação de quem oferece o prêmio”, disse Elaine Torres – diretora administrativa da empresa. 

O princípio básico da competição deve ser preservado. Não basta participar - tem que estar atento ao real objetivo de um concurso. Mesmo que seja um concurso que oferece títulos desconhecidos, é uma oportunidade de um dia estar entre os melhores do país, basta, como a matéria aborda – respeitar dignamente todos os envolvidos... 

Não se deve transformar vencedores em pessoas decepcionadas. Nem tão pouco fazer dos concursos «arapucas» - ciladas para prender os que ainda gozam da liberdade. 

Esse universo dos concursos de beleza fez e ainda fará diferença na vida dos verdadeiros «campeões». Criar ou tomar alguns «atalhos» certamente trará conseqüências irreversíveis pois quem aceita negociatas - se tornará escrava ou escravo de sua conduta!

Ser “profissional” é honrar a sua palavra, ser grato a quem o ajuda, correto com quem você se relaciona e honesto nos seus negócios...

Nenhum comentário: